Você sabia que existe o Dia da Lembrança?

Atualizado: há 19 minutos


Unsplash

É muito provável que a maioria das pessoas não saibam que existe o Dia da Lembrança, mas esta data está marcada em nosso calendário sazonal no dia 26 de dezembro. A realidade é que não há, de fato, uma explicação clara para que esse dia tenha sido escolhido como um dia para se lembrar.


De qualquer forma, é interessante parar para pensar, refletir e trazer à memória as lembranças. São elas, afinal de contas, que nos fazem sorrir ao lembrar de um momento bom. Nos fazem chorar ao lembrar de uma frustração ou da falta que uma pessoa faz, mas são elas que nos mostram também que a vida está passando e que precisamos aproveitar cada instante, porque depois nos restam apenas as lembranças dos momentos.


Mas como funciona a lembrança dentro do nosso cérebro?


De acordo com o médico, PhD, que é também é professor e membro do Institute of Coaching/Harvard Medical School, a memória é "gravada" no cérebro em redes neurais (conexões entre neurônios). “Cada vez que aprendemos algo, cria-se uma rede de conexão entre os neurônios que é chamada de engrama. Para lembrar, nós ativamos este engrama fazendo com que os neurônios dessa rede fiquem mais ativos e isso traz a memória para a consciência.”


Em entrevista à BBC sobre um estudo publicado na revista Nature Neuroscience, a autora do estudo, Maria Wimber, da Universidade de Birmingham, na Grã-Bretanha disse que "o cérebro parece pensar que as coisas que usa com frequência são as coisas realmente importantes para nós. Então tenta manter as coisas simples. Para se certificar de que poderemos acessar essas lembranças importantes facilmente, ele expulsa, tira do caminho as memórias que estão competindo ou interferindo."


Em uma matéria do El País sobre o mesmo tema, foi abordado o estudo de Lluís Fuentemilla e seus colegas que investigam o processo mediante o qual as memórias formadas ao longo do dia se consolidam durante o sono. No estudo publicado na revista científica Journal of Neuroscience, eles demonstraram que, ao dormir, o cérebro ativa redes de lembranças relacionadas entre si. A autora principal do estudo, Javiera Oyarzún, diz que "seria ineficiente se pudéssemos recordar tudo".


Por outro lado, há pessoas que não conseguem se lembrar de diversas coisas, havendo brancos na mente constantemente. Os psicólogos até já inventaram um nome para isso: síndrome da fadiga da informação. “Quando estamos abarrotados de dados, fica difícil se concentrar naquilo que realmente precisamos lembrar mais tarde”, diz a psicóloga Cynthia Green, coordenadora do programa de aprimoramento da memória da Escola de Medicina de Mount Sinai, em Nova York, para a Revista Super Abril. Segundo Cynthia, isso é muito mais um problema de assimilação do que de esquecimento.


Nesse sentido, a assimilação é a primeira etapa do processo de memorização. Inicialmente, as imagens, os diálogos, movimentos, cheiros etc.são captados pelos sentidos. Há um rearranjo no circuito cerebral, uma alteração na taxa de disparos químicos entre os neurônios e as células que fazem a comunicação de dados no cérebro. Essa é a memória de curto prazo, que você usa rapidamente e esquece em seguida.


No dia da lembrança é celebrada a nossa possibilidade enquanto seres humanos de reviver através da memória os maravilhosos momentos que tivemos e até mesmo os péssimos, pois de alguma forma eles foram importantes para a nossa formação e para a nossa identidade enquanto pessoas. Nessa data o ideal é que se recorde tudo de bom que se viveu nesse ano que chega ao fim, para assim, aproveitar novamente todas as sensações que aqueles instantes específicos te proporcionaram.


Nós da Fui, desejamos que estejamos em suas melhores lembranças. Daquele passeio na casa da avó, aquela festa com os amigos ou aquele dia que você reuniu toda a galera para assistir ao jogo do seu time do coração em um barzinho e, em todos esses momentos, pediu um Fui para que chegasse ao lugar de destino em segurança, com conforto e tranquilidade. Que possamos sempre construir ótimas lembranças juntos! #PedeumFui



Publicado por Fui / Gabriela Castro e Verônica Jellifes

5 visualizações0 comentário

ATENDIMENTO

REDES SOCIAIS

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube

Copyright @2020 FuiApp. Todos os direitos reservados.