Qual a verdadeira origem do Natal?

Atualizado: Fev 26


Unsplash

Amigo secreto. Troca de presentes. Árvore enfeitada. Músicas da Mariah Carey, do Frank Sinatra, do Michael Bublé ou até de outros estilos e temáticas. Reunir a família para celebrar o nascimento de Jesus. Muita comida. Tios e tias perguntando sobre as namoradas e os namorados. Piadas sobre o pavê. Tudo isso faz você se lembrar de alguma coisa? Se você pensou no Natal, então o objetivo de descrever a maneira como celebramos esta data foi alcançado.


Mas o Natal como conhecemos e celebramos hoje não tem muitas semelhanças com o começo da celebração da data.


A origem do Natal começa, na verdade, há pelo menos 7 mil anos antes do nascimento de Jesus. É tão antiga quanto a civilização e tem um motivo bem objetivo: celebrar o solstício de inverno, a noite mais longa do ano no hemisfério norte, que acontece no final de dezembro. Dessa madrugada em diante, o sol fica cada vez mais tempo no céu, até o auge do verão. É o ponto de virada das trevas para luz: o “renascimento” do Sol.


De forma bastante resumida, até chegar à forma como comemoramos hoje, a festa natalina nasceu de um conjunto de tradições. E no que diz respeito ao Natal celebrado pelos cristãos, a tradição começou quando “Associado ao deus-sol, Jesus assumiu a forma da luz que traria a salvação para a humanidade”, diz o historiador Pedro Paulo Funari, da Unicamp. Assim, a invenção católica herdava tradições anteriores. O que ocorreu foi uma troca cultural”, afirma outro historiador especialista em Antiguidade, André Chevitarese, da UFRJ.


Não dá para dizer ao certo como eram os primeiros Natais cristãos, mas é fato que hábitos como a troca de presentes e as refeições suntuosas permaneceram.



Conheça alguns símbolos do Natal e seus significados


Os símbolos do Natal representam o cenário da comemoração dessa grande festa cristã. É por isso, que os encontramos espalhados por todos os cantos. As origens de cada símbolo são de épocas diferentes, e além da beleza, possuem uma história e transmitem uma mensagem. Alguns desses símbolos são:


Presépio

Toda Matéria


O presépio trata-se de uma representação do cenário em que o Menino Jesus nasceu. O primeiro presépio data de 1223 e foi montado na Itália por São Francisco de Assis, que queria mostrar aos fiéis como teria nascido Jesus. Inicialmente era feito apenas nas igrejas, até a sua montagem nas casas se tornar tradição.


Árvore

Pexels


Antes da cristianização do Natal, as árvores já costumavam ser enfeitadas com outro propósito: o de comemorar a chegada do inverno. De acordo com os registros históricos, a primeira árvore de Natal surgiu no norte da Europa no século XVI. Mas ela só se tornou tradição, a partir do século XVII, com Martinho Lutero, na Alemanha. Depois disso, foi apenas no século XIX que esse símbolo natalino se espalhou pelo mundo.


Estrela

Unsplash


A estrela de Natal foi aquela que indicou aos reis magos onde Jesus estava, pois queriam adorá-lo. Seguindo a estrela os magos puderam encontrar o Menino, que tinha nascido em Belém, daí ela ser conhecida também como Estrela de Belém. Além disso, a estrela representa o próprio Jesus, que nasceu para guiar a humanidade.


Comemoração do Natal durante a Pandemia


O final de ano se aproxima e, infelizmente, a pandemia do coronavírus ainda é uma realidade. As autoridades sanitárias, como a Organização Mundial da Saúde, (OMS), por exemplo, recomendam que não haja aglomerações de pessoas, principalmente de mais velhos e dos que são do grupo de risco. De acordo com uma pesquisa do Datafolha divulgada neste sábado (19), 74% dos entrevistados dizem que não pretendem se reunir com pessoas que não vivam na mesma casa durante as festas de fim de ano. O número é maior entre mulheres e idosos (78%) do que entre homens e jovens (70%).


Nesse sentido, a Fundação Oswaldo Cruz, (Fiocruz), divulgou uma cartilha com dicas para festas de Natal e Ano Novo durante a pandemia de Covid-19. A recomendação principal da entidade, é que a forma mais segura é ficar em casa e celebrar apenas com as pessoas que moram na mesma residência..


A FUI deseja que as festas de fim de ano de nossos parceiros e clientes sejam cheias de alegria e renovação. Que o espírito natalino esteja presente em todos os lares e que todos os cuidados referentes à pandemia sejam tomados. Cuidemos uns dos outros e principalmente, daqueles que amamos.


Publicado por Fui / Gabriela Castro e Verônica Jellifes

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ATENDIMENTO

REDES SOCIAIS

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube

Copyright @2020 FuiApp. Todos os direitos reservados.