Por que há o Dia da Consciência Negra?

Atualizado: Fev 26


Freepik

Com certeza você já deve ter ouvido algum conhecido fazendo esse questionamento, “Por que não há o dia da consciência branca, também? Tal afirmação que muitos tendem a fazer, é completamente equivocada e errônea e vamos explicar o porquê.


É algo bem simples de elucidar: o Brasil sempre negou a existência do racismo e sempre fugiu do debate. Então, era sim necessário criar um evento, uma situação que obrigasse o povo brasileiro a abordar este assunto. A escravidão foi cruel e prejudicial à população negra, e não à branca. Após a escravidão, foram as pessoas brancas que criaram barreiras, armadilhas e injustiças que hoje chamamos de racismo. Desta forma, o homem branco não precisou lutar contra o racismo, do qual ele foi o criador.


O Dia Nacional da Consciência Negra é uma data de celebração e de conscientização sobre a força, a resistência e o sofrimento que a população negra viveu no Brasil desde a colonização. Durante o período colonial, aproximadamente 4,6 milhões de africanos foram trazidos para o Brasil para servirem na condição de escravos, trabalhando primeiramente em lavouras de cana-de-açúcar e no serviço doméstico, e posteriormente na mineração e em outras lavouras.


Sendo assim, o dia 20 de novembro foi escolhido para representar o Dia da Consciência Negra porque foi nesta data que morreu Zumbi dos Palmares, em 1695. Zumbi foi o último líder do Quilombo dos Palmares, e também o de maior relevância histórica, exercendo papel fundamental contra a escravidão no nordeste.


A data de celebração da Consciência Negra, é comemorada em escolas, espaços culturais e entidades como o Movimento Negro (MN), que organiza eventos educativos, palestras e atividades culturais, tendo como princiapal objetivo atingir as crianças negras, visando trabalhar a auto-estima e o senso de valorização pessoal. Além disso, outros temas são colocados em evidência, como a inserção do negro no mercado de trabalho, cotas universitárias, preconceito racial e distinção salarial.


Infelizmente, mesmo com todos os trabalhos de conscientização, ainda é possível ver, e muito, os reflexos da história de desigualdade e exploração da população negra. Resultado disso, é que a maioria dos negros no Brasil estão inseridos em classes de menos poder aquisitivo e convivem diariamente com o racismo na sociedade.


A Fui é contra todos os tipos de discriminação e apoia as causa da população negra! A sociedade precisa fazer muito ainda para compensar e se redimir de toda a desigualdade e sofrimento causados aos negros, mas não podemos desistir. A luta precisa ser de todos e precisa ser diária!


Para finalizar, trouxemos algumas frases que trazem reflexões importantes sobre essa data elucidadas por uma professora de história em um post para o site Toda Matéria:


  • Os negros no Brasil nascem proibidos de ser inteligentes.” (Paulo Freire)

  • O que mais me irrita é negro pedindo direitos para o negro. Negro não tem de pedir, tem de conquistar.” (Wagner Moura)

  • Não ficaremos satisfeitos enquanto um só negro do Mississípi não puder votar ou um negro de Nova York acreditar que não tem razão para votar.” (Martin Luther King Jr.)

  • Não preciso ter ambições. Só tem uma coisa que eu quero muito: que a humanidade viva unida... negros e brancos todos juntos.” (Bob Marley)

  • A liberdade fez do negro um favelado, sem poder morar na beira mar fizeram suas casas nos morros e se organizaram a sua maneira.” (Rafael Silveira)

  • Olha de novo: não existem brancos, não existem amarelos, não existem negros: somos todos arco-íris.” (Ulisses Tavares)


Publicado por Fui / Gabriela Castro e Verônica Jellifes

18 visualizações0 comentário

ATENDIMENTO

REDES SOCIAIS

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube

Copyright @2020 FuiApp. Todos os direitos reservados.