Mobilidade urbana sustentável: como os aplicativos de mobilidade podem contribuir com essa ideia

Atualizado: há 6 dias


Atualmente, o Brasil conta com 210 milhões de habitantes, sendo que 86% vivem em cidades. É um número bastante expressivo, principalmente quando observamos que, de 1950 até o momento, a taxa de urbanização cresceu 9,4 vezes. Durante o mesmo período, o crescimento desta taxa nos EUA foi inferior a 2,7 vezes. Isso significa que a mobilidade urbana no Brasil tende a ser cada vez mais aprimorada, já que as pessoas precisam se deslocar para realizar suas atividades. No entanto, muitas cidades do nosso país enfrentam problemas relacionados à mobilidade urbana em decorrência do aumento do número de veículos individuais - que gera mais congestionamento - e da má qualidade do transporte público.

Além disso, outro problema é a poluição gerada por esse grande número de veículos que circulam diariamente não só no Brasil, mas em todo o mundo, que tem aumentado a emissão de gases do efeito estufa e, consequentemente, acelerado o processo de aumento da temperatura média dos oceanos e da atmosfera da Terra, também conhecido como aquecimento global.

Essas mudanças climáticas podem causar grandes transformações no nosso planeta como, por exemplo, o aumento do nível do mar, a diminuição da capacidade de produção de alimentos e também, algo que já vem acontecendo há algum tempo, a extinção de algumas espécies. Uma matéria publicada no início deste ano no site da BBC Brasil, mostra 7 gráficos que apontam onde estamos em relação ao aquecimento global e afirma que “(...) a Organização das Nações Unidades (ONU) alertou que o mundo precisa limitar o aumento da temperatura média global a menos de 1,5° em relação aos níveis pré-industriais”. Para atingir essa meta, os cientistas afirmam que é preciso agir rápido. Desta forma, é necessário que todos estejam envolvidos nesta causa. E para as metrópoles não é diferente. O futuro das grandes cidades envolve ações para diminuir os impactos ambientais causados pelos transportes de massa.

Pensar a mobilidade urbana aliada à sustentabilidade é indispensável para aprimorar não só o deslocamento das pessoas mas, também, a qualidade de vida. É preciso pensar em alternativas que tornem essa ideia possível. O Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC), em português, Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, recomenda que as pessoas optem por carros elétricos, peguem trens ou ônibus ao invés de aviões e substituam viagens de negócios por videoconferências.

Outra alternativa para contribuir com a mobilidade urbana sustentável, é optar pelo uso dos aplicativos de mobilidade. De acordo com um artigo sobre o uso de aplicativos de transporte individual, NETO e col. (2019) afirmam que: “Num cenário que demanda a redução do número de automóveis nas cidades, esse ramo de atividade econômica vem crescendo vertiginosamente e se apresentando como solução tanto para aquele que procura uma fonte de renda quanto para os usuários”. Portanto, este é um assunto que exige a conscientização de todos para colocar em prática ações que possam contribuir para o futuro do planeta e das próximas gerações. A sustentabilidade deve estar presente em nosso dia-a-dia, não só para nos locomovermos, mas em tudo o que for possível.

Publicado por Fui / Verônica Jellifes

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ATENDIMENTO

REDES SOCIAIS

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube

Copyright @2020 FuiApp. Todos os direitos reservados.