Conheça mais sobre as Paradas LGBT

Atualizado: Fev 25


A primeira Parada do Orgulho LGBT aconteceu em 28 de junho de 1970, em Nova York.

A Parada do orgulho LGBT ou simplesmente parada do orgulho gay é uma série de eventos de ações afirmativas para a comunidade LGBT que comemoram o orgulho e a cultura de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros (LGBT).


Os eventos também servem como manifestações contra a homofobia e por direitos iguais. Ao longo da história, a humanidade aprendeu que as conquistas e os progressos são acompanhados por derrotas e retrocessos. Foi assim que movimentos por liberdade nasceram, guerras surgiram, direitos foram estabelecidos.


Na madrugada de 28 de junho de 1969, um grupo de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) frequentadores de um bar, Stonewall Inn, em Nova York, nos Estados Unidos, resolveram, após uma batida policial, dar um basta às agressões, preconceitos, humilhações e perseguições que sofriam.


Foram três dias de resistência e enfrentamento com a polícia. Naquela época, ter relações sexuais com pessoas do mesmo sexo era ilegal em todos os estados americanos.


A revolta tornou-se um marco de uma série de protestos e reivindicações por direitos LGBT, que se espalharam pelo país e influenciaram outros movimentos LGBT pelo mundo. Um ano depois, em 28 de junho de 1970, em Nova York , foi realizada a primeira Parada do Orgulho LGBT, em celebração à revolta de Stonewall. Cerca de 10.000 pessoas participaram daquela marcha.


No ano seguinte, Londres também faria sua primeira Parada, seguida por outras cidades pelo mundo, sucessivamente até os dias de hoje.


Em 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus, algumas paradas foram adiadas e outras canceladas, mas um levantamento feito pela Rede Guiya, identificou 297 paradas LGBT realizadas em 2019.


O autor do estudo, o jornalista, ativista LGBT e sócio-proprietário da Rede Guiya Welton Trindade explica que o correto é dizer que houve ao menos 297 marchas, pois pode ser que algumas não tenham sido mapeadas.


O levantamento mostra que as paradas não são fenômenos restritos a grandes centros urbanos e a regiões mais desenvolvidas economicamente.


Trindade afirma: “Foram identificadas marchas tanto na quase totalidade das capitais quanto em municípios de cerca de 5 mil moradores. Há muitos atos no Sudeste e Sul, mas Nordeste e Norte também são palco para dezenas e dezenas de paradas. A diversidade de orientação sexual e identidade de gênero está na diversidade geográfica. Houve atos em todos os Estados e no DF.”


As unidades da Federação que mais fizeram paradas em números totais foram São Paulo (54 marchas), Bahia (52), Rio de Janeiro (33), Pará (24) e Rio Grande do Sul (19).


Em termos mundiais, de acordo com uma matéria do site Bol, a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo é a maior do mundo e está entre as 6 paradas LGBT mais famosas do mundo. Em 2011, por exemplo, chegou a bater o recorde de 4 milhões de pessoas na avenida Paulista.


A Fui é uma empresa que valoriza e apoia a diversidade. Somos contra todo e qualquer tipo de preconceito e discriminação. Esperamos que, apesar da pandemia, a luta e celebração pelos direitos LGBTs não pare.



Publicado por Fui / Gabriela Castro e Verônica Jellifes


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ATENDIMENTO

REDES SOCIAIS

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube

Copyright @2020 FuiApp. Todos os direitos reservados.