Conheça mais sobre a campanha do Fevereiro Laranja e Roxo

Atualizado: há 6 dias

O mês de fevereiro é bastante aguardado por conta do carnaval. A comemoração de 2021, entretanto, foi adiada em todo o país por conta da pandemia do novo coronavírus, mas neste mesmo mês também acontecem duas campanhas importantes. Estamos falando do Fevereiro Laranja e Roxo que tem como objetivo informar, esclarecer e conscientizar sobre doenças que não têm hora para se manifestar, e podem ser diagnosticadas precocemente. A leucemia é representada pela cor laranja, e, lúpus, fibromialgia e mal de Alzheimer, representadas pela cor roxa.

O objetivo do Fevereiro Laranja e Roxo é informar e conscientizar. / Imagem: reprodução

Fevereiro Laranja

A Leucemia, representada na campanha pela cor laranja, é um tipo de câncer que atinge os glóbulos brancos e, geralmente, a origem é desconhecida. A principal característica é o acúmulo de células doentes na medula óssea, que substituem as células sanguíneas normais.

A medula óssea é o local de fabricação das células sanguíneas e ocupa a cavidade dos ossos, sendo popularmente conhecida por tutano. Nela são encontradas as células que dão origem aos glóbulos brancos (leucócitos), os glóbulos vermelhos (hemácias ou eritrócitos) e às plaquetas.

O dia 4 de fevereiro foi definido como o Dia Mundial do Câncer. Criado em 2005 pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS), trata-se de campanha de utilidade pública que tem como objetivo conscientizar e educar sobre a doença e, assim, tentar evitar milhões de mortes a cada ano. Além da pressão sobre governos e indivíduos em todo o mundo para que se mobilizem pelo controle do câncer.

Assim, o objetivo da campanha “Fevereiro Laranja” é conscientizar a população sobre a importância de atentar para os sintomas relacionados à doença, cuja estimativa do INCA é de mais de 10 mil novos casos é o 9º câncer mais comum entre os homens e o 11º entre as mulheres. O tratamento para leucemia pode ser complexo, dependendo do tipo de leucemia e outros fatores. No entanto, existem estratégias e recursos que podem ajudar a tornar o seu tratamento bem sucedido.


Fevereiro Roxo

A Fibromialgia e o Lúpus são doenças que não possuem cura, mas é possível tratar e, assim, ter uma convivência mais fácil com elas. São doenças que têm muita relevância e são “silenciosas” em seus sintomas e de progressão gradual.

Pode-se dizer que a Fibromialgia é a doença da dor. Ela ataca especificamente as articulações, causando dores por todo o corpo, principalmente nos músculos e tendões. A síndrome também provoca cansaço excessivo, alterações no sono, ansiedade e depressão.

O Lúpus é uma doença inflamatória de origem autoimune que pode afetar múltiplos órgãos e tecidos, tais como pele, articulações, rins, cérebro e outros órgãos, causando sintomas como fadiga, febre e dor nas articulações.

A outra doença abordada na campanha do Fevereiro Roxo, que também é importante, é o Mal de Alzheimer. A principal característica dessa enfermidade é a perda de memória progressiva. No Brasil, estima-se que existam cerca de 1,2 milhão de pessoas com Alzheimer, sendo cerca de 100 mil novos casos por ano. A causa da doença ainda é desconhecida, mas o modo de ação vem normalmente de uma proteína chamada betamiloide, que se deposita no cérebro em algumas áreas específicas, forma placas e causa danos na comunicação dos neurônios.

A campanha Fevereiro Roxo surgiu em 2014, na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais.

Não existe um calendário oficial de conscientização, mas o trabalho geralmente é feito por Organizações Não Governamentais (ONGs) e, muitas vezes, apoiado por prefeituras e governos estatais, que promovem palestras, ações de informação e até mutirões de saúde.


Publicado por Fui / Verônica Jellifes


91 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ATENDIMENTO

REDES SOCIAIS

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube

Copyright @2020 FuiApp. Todos os direitos reservados.