Como a gentileza pode prolongar a vida

Atualizado: há 4 dias


"A ciência comprova que ser gentil ajuda a saúde e o convívio social."

No ano em que estamos vivendo uma pandemia por conta de um vírus que se espalha facilmente e pode causar danos severos, levando a pessoa contaminada até mesmo à morte, precisamos falar sobre outro vírus que contamina e se espalha tão fácil quanto, mas que ao contrário do primeiro, pode prolongar a vida. Estamos falando do vírus da gentileza!


Em uma matéria da BBC, o diretor do Instituto Bedari Kindness da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), Daniel Fessler, diz que a gentileza são "os pensamentos, sentimentos e crenças associados a ações que pretendem beneficiar os outros, em que beneficiar os outros é um fim em si mesmo, não um meio para um fim". Enquanto que a falta de gentileza reflete, por outro lado, "uma falta de valorização do bem-estar dos outros".


Além disso, Fessler afirma que "ser gentil, pensar em como você pode ser gentil com os outros, reduz a pressão arterial. Tem benefícios terapêuticos para o tratamento de depressão e ansiedade".

Em um estudo da Universidade da Califórnia, a psicóloga Sonja Lyubomirsky pediu aos participantes que praticassem ações gentis durante dez semanas. E adivinha? Todos os participantes registraram aumento na felicidade durante o estudo. "Gentileza e boa vontade estão relacionadas à felicidade e as pessoas que tentam ser mais gentis no dia a dia tendem a experimentar mais emoções positivas e se tornaram mais alegres", afirma Sonja.


A médica da Universidade de Columbia Kelli Harding examinou o fenômeno em seu livro The Rabbit Effect (O efeito coelho, em tradução livre). Ela diz que a gentileza beneficia "o sistema imunológico e a pressão sanguínea, e ajuda as pessoas a viverem mais e melhor". "É incrível, porque existe uma fonte inesgotável e gratuita deste benefício e não há como exagerar na dose."


Em uma entrevista à revista ISTOÉ, Segundo Samuel Bowles, Ph.D em economia pela Universidade de Harvard, que estuda sobre a evolução genética e cultural dos humanos, afirma que “a teoria da sobrevivência do mais gentil é uma crítica à teoria da sobrevivência do mais apto, de Charles Darwin. Diversas pesquisas feitas nos últimos anos, muitas delas por mim, têm mostrado que a seleção natural pode, sim, produzir espécies altruístas e cooperativas – em vez de seres humanos inteiramente egoístas. Darwin estava errado.”


Pensando nesses benefícios que a gentileza é capaz de trazer para a vidas das pessoas, e em homenagem ao dia mundial da gentileza, comemorado hoje, dia 13 de novembro, listamos algumas dicas para se viver uma vida mais gentil.


1. Comece a ouvir realmente os outros (em vez de já formular a resposta em sua cabeça); Site revista ISTOÉ


2. Responda a grosserias com gentileza (se alguém estiver extremamente irritado com você, diga em tom amigável "você teve um dia difícil?");


3. Inclua alguém que esteja marginalizado. Ao fazer isso, você valorizou esta pessoa — é desumano passar a vida sentindo-se invisível, indesejado e não amado;


4. Ação/reação. Entenda que, quando há falta de gentileza, a culpa não é sua. Quando você for alvo disso, respire fundo e dê um passo para trás.


Ser gentil é um modo de agir, um jeito de ser, uma maneira de enxergar o mundo. É uma atitude muito mais sofisticada e aprofundada que ser educado. A FUI acredita no poder da gentileza e busca praticá-la todos os dias em nossos serviços. Nossos motoristas são aptos ao movimento “Gentileza gera gentileza”, sempre buscando fazer com que a viagem e o atendimento de nossos passageiros, seja a melhor possível!


Para encerrar, gostaríamos de compartilhar um vídeo para elucidar como a gentileza é contagiante e só faz bem para quem pratica e para quem recebe!

Vídeo retirado do Youtube - Portal Kairós


Publicado por Fui / Gabriela Castro e Verônica Jellifes


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ATENDIMENTO

REDES SOCIAIS

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube

Copyright @2020 FuiApp. Todos os direitos reservados.